Categoria: Hi-tec

As maravilhas de Popcorn Time!

14/jan
2015

Se tem uma coisa que anda tirando as minha noites de sono é o tal do Popcorn Time. Mas o que é isso?! Para quem ainda não teve a vida alterada por essa pequena maravilha, O Popcorn Time é um serviço de streaming GRATUITO disponível para Mac/PC/Linux muito parecido com o Netflix, só que MELHOR!

Melhor porque a quantidade de FILMES e SERIADOS é maior e mais variada, sem contar que os lançamentos chegam com muuuuito mais rapidez. Alguns antes mesmo de serem lançados no cinema brasileiros. As legendas em diversos idiomas são facilmente ativadas apenas com um botão do player e podem ser redimencionadas (Algo bárbaro para míopes com eu!). Rola um probleminha nos acentos às vezes, mas nada que comprometa.

A transmissão é por streaming – não precisa baixar nada para o seu computador, apenas visualizar – mas a conexão precisa das boas para não travar. Se acontecer, é só dar pause e esperar carregar por alguns minutos antes de assistir.

Saca só algumas novidades que encontrei por lá: Garota Exemplar, Boyhood, Frozen, Lucy, A Árvore da Vida, Rio 2, Caçadores de Obras-Primas, Gravidade, RoboCop e muito outros! Além dos clássicos como as coletâneas da Audrey Hepburn, Hitchcock e 007. Sem contar os seriados…

Claro que diante de tanta maravilha o assunto “pirataria” rola souto. Acontece que o serviço só organiza o que todos já temos em nossos HDs em um streaming p2p. E até onde eu sei, isso não é crime.

Não vou negar que se eu trabalhasse na indústria cinematográfico, estaria escandalizada! Alguns títulos estão disponíveis semanas antes de estrearem no Brasil e nem preciso comentar que isso já é um motivo para não ir ao cinema, por mais que eu AME e$$e programa.

Sem dúvidas que vivemos um novo tempo de transformações (e polêmicas!) que pedem reflexões por quem produz e por quem consume o conteúdo.

Bom, fica aqui a minha dica, baixem o Popcorn Time, divirtam-se e tirem suas próprias conclusões!

Por uma câmera mais leve e versátil!

9/set
2014

Não sei se todo mundo sabe, mas eu sou fotógrafa. O próprio nome do blog faz referência a minha paixão e brinca com a sonoridade de palavra. Dessa forma, sempre me preocupei em produzir imagens criativas por aqui. Porém, se por um lado eu busco investir em novos equipamentos (flash, objetiva, tripé e mais outros acessórios que pesam meia tonelada e encarecem a câmera como um todo), por outro lado, em função de praticidade e segurança, fui sentindo a necessidade de um equipamento mais prático para usar no dia a dia.

Ainda bem que muita coisa mudou no mercado da fotografia de uns tempos pra cá: ganhamos ótimas opções de câmeras digitais compactas a venda no Brasil que entregam uma qualidade quase profissional, e o melhor, por um preço super competitivo.

Destaquei quatro lançamentos que merecem o foco…

Todos os modelos que escolhi permitem a troca de lentes e são mirrorless, ou seja, não possuem o espelho que reflete a cena no visor ótico, permitindo que o tamanho seja reduzido. A imagem aparece apenas no visor de LCD. Algumas inclusive aceitam flash de sapata – Canon EOS-M, Panasonic Lumix GX7 e Sony Alpha a6000 – olha eu querendo “rechear” a câmera haha. Qualidade, leveza e tamanho que super compensam!

Apesar da tecnologia, só uma coisa continua igual: a câmera não faz fotos sozinha. Quer aperfeiçoar suas fotos? Pratique, observe, estude e divirta-se com a fotografia! Depois de escolher o seu modelo, treine bastante, viu?! Cada equipamento precisa de ser explorado através de seus recursos e a sua linguagem. Boas fotos!

5 dicas para uma compra consciente!

22/abr
2014

Desde que escrevi o post sobre a abertura da Forever 21 no Rio de Janeiro, algo ali mexeu comigo. Infelizmente, ver as pessoas se descontrolando em lojas e comprando como se não houvesse amanhã tem se tornado cena comum por aí… Quem se lembra de pessoas se estapeando nos lançamentos especiais da C&A? Ou então do pessoal roubando tudo que podia do cenário do desfile da Chanel? Será que isso um fenômeno global? Algo do tipo “walking death” do consumismo? Pensando nisso, bolei 5 dicas que não são infalíveis, mas que podem te ajudar na hora de fazer um compra mais consciente e menos zumbi.

[1] O fator “Relevância”

Claro que a gente trabalha para comprar coisas que gostamos e não apenas que precisamos. Mas não custa avaliar a relevância daquela compra no universo de coisas que já temos. É algo totalmente inusitado? É algo que irá usar com frenquência? Às vezes, aquele brinco da moda será usado muito mais do que qualquer blusa social branca que já tem de monte no armário. Ou vice-versa.

[2] Reflita e não aflita

Não se deixe levar pelo preço baixo, nem pelo super desconto. Isso ficou claro quando escrevi o post da F21, pois graças a fila quilométrica, consegui tempo de sobra para exercer o auto-controle. Claro que excelentes oportunidades vão surgir, por isso confiei mais na sua intuição do que no impulso na hora das compras.

[3] Na mira do sonho

Todo mundo tem algo que deseja muito, aquele sonho a ser conquistado. Pode ser uma it bag, um curso, uma viagem, uma casa própria, um carro. Mantenha o foco, sem deixar que pequenas “comprinhas” estraguem o seu tão desejado “comprão”.

[4] Faça o Sherlock

Investigue a sua compra. Pesquise. Dê mais uma caminhada. Negocie. Valorize seu dinheiro. Para compras online eu adoro comparar valores em diferentes sites e usar o CupoNation para ganhar uma série de descontos extra. Use as ferramentas a seu favor.

[5] O céu não é o limite

Por último e mais importante: Estabeleça um limite de valor para as compras! Não adianta usar o cartão de crédito com Xmil de limite se você ganha menos. Planilha é legal para estipular o quanto podemos gastar e traçar objetivos que podem ser imediatos ou de longo prazo.

Esses são os critérios essenciais que uso no dia a dia para equilibrar as compras, me ajudando a investir meu dinheiro nas coisas que considero realmente importantes e tbém naqueles adoráveis supérfluos quando tem uma sobrinha. São tbém frutos da experiência de quem já fez a Becky Bloom descontrolada, com direito a nome negativado e tudo. Por isso, lembre-se que de nada adianta ter um monte de coisas que não significam nada, fazendo valer a máxima “quantidade não é qualidade“.

Você tem mais alguma diquinha de compra consciente aí? Divide com a gente nos comentários!

Aplicativo da semana: Faded

10/fev
2014

Mais um aplicativo para fotos? O pessoal que desenvolveu o Faded acredita que SIM! Aplicativo descolado com mais de 60 efeitos (34 gratuitos) e com uma bela interface intuitiva.

O diferencial mais legal é que dá para sobrepor camadas nas imagens, controlar a exposição e acrescentar efeitos em tempo real na hora da foto e, claro, compartilhar diretamente em várias redes sociais, incluindo Instagram, Facebook e Flickr.

Aproveita para conferir o video do app que mostra seus diversos recursos na prática. 😉

[PS da Nanda: Como o Mayc foi o autor desse post e ele está de férias, já já ele vai subir o Post Falado, ok?]

Clique aqui para ver o link