Road show de Roberto Cavalli para C&A!

Moda por Nanda
18/out
2013

Ontem rolou um evento bem legal, o road show com Helena Bordon apresentando a Coleção Roberto Cavalli para C&A. Como blogueira, posso dizer que amei a ação que me permitiu analisar as peças com total tranquilidade, prestando atenção em cada detalhe sem presa e sem me preocupar se vão arrancar o produto da minha mão como acontece nas pré-vendas. Nenhuma peça estava à venda, foi um momento de apresentação e bate papo mesmo, como num show room.

Para começar, ela contou que foram mais de 2 anos desde a negociação da proposta de parceria até a aprovação total das peças por Cavalli. Okay, tempo à beça! Mas como pensar uma coleção com tanta antecedência? Simples, decidiram apostar forte nos best sellers do estilista italiano, tanto nos formatos, quanto nas estampas e cores, levando tbém em consideração o que costuma agradar as brasileiras. Por isso, a coleção é cheia de estampas exuberantes e selvagens como tigre, zebra e leopardo, que fazem parte do DNA Cavalli, junto de cores sólidas e vibrantes como verde esmeralda, azul klein, pink, vermelho, preto e branco, cromática elegante e que combina com diversos tons de pele. Ou seja, tentaram equilibrar aquela famosa relação entre autoral e comercial.

De quebra, Heleninha dividiu dicas de styling usando as peças como exemplo, mas que podemos tentar aplicar com o que já temos no armário.

Helena destacou como sua peça favorita um vestido mullet longo com estampa de tigre.

Eu não sabia, mas o vestido tubinho de jersey e comprimento midi é a peça mais comprada nas lojas Roberto Cavalli no exterior, um verdadeiro clássico.

Ela comentou que a estampa de zebra foi a que mais demorou para ser aprovada, já que Cavalli queria que estivesse perfeitamente alinhada ao ser aplicada na roupa. Para você ter ideia, alinhar estampa dessa forma é uma coisa mega complicada em todas as fases de produção – desde o desenvolvimento do desenho, passando pelo corte do tecido e costura das partes, até no efeito imaginado para diferentes tamanhos.

Dependendo do ambiente de trabalho, ela sugeriu dois looks com short larguinho de alfaiataria. Um foi básico, com blazer preto combinando, o outro foi mais fashion, com bazer de zebra. Alguma dúvida que esse útimo foi o que eu mais gostei?!

Ela disse que acha o máximo usar conjuntinho e deu um exemplo com regata e pantalona de zebra. Achei ousado, mas percebi como a estampa planejada é boa para não deixar o look parecendo o Marty haha Outra opção, que eu até já comentei aqui no blog, é fazer conjuntinho com estampa numa peça de roupa e na bolsa. Fica show!

O que eu achei da coleção? Bom, é cara. Não adianta, coisas como tecidos nobres, estampa alinhada e botões forrados não tem como serem baratinhas. E tenho certeza que isso vai deixar muita gente chocada! Mas é porque estamos acostumadas a encontrar precinhos mais amigos na C&A. Se bem que ultimamente… Contudo, a qualidade tbém é totalmente diferente da que estamos acostumadas a encontrar por lá.

Para mim, o verdadeiro diferencial da coleção é a seleção de tecidos. Até mais que a chancela Cavalli, viu?! É composta por seda pura, jersey de seda e algodão penteado. Nada de poli ou sintéticos. São tecidos mais caros, mas que tem um toque gostoso e que, se bem cuidados, podem durar anos. Os meus favoritos foram os vestidos que não tem economia nenhuma de tecido, por isso são lindamente fluido$$$.

Para completar, drapeados, costuras e acabamentos estão impecáveis. Tem até botão forradinho no mesmo tecido, uma delicadeza. A variedade de shapes e comprimentos tbém tenta valorizar diferentes tipos de corpo.

Agora ATENÇÃO… Percebi que vááárias peças tem algum enfeite de metal e isso me deixou receosa. Pode parecer um detalhe bem bobo, mas a fama é que o metal dos acessórios costuma escurecer rápido. Sei lá, eu ficaria muito bolada de investir numa peça e perdê-la em pouco tempo porque o enfeite oxidou.

No geral, é uma coleção focada em qualidade acima de tudo. Para pensar em investir numa peça-chave, com tecido e acabamento ótimos, mas que vai exigir cuidados especiais. Vale lembrar que seda (e seus derivados) só deve ser lavada a seco, não guardar dentro de sacos plásticos e evitar lugares úmidos por causa do mofo. Se você gostou, vestiu bem e está disposta a fazer esse inve$timento e esforço na preservação, pode apostar!

Curiosidade: Descobri que Cavalli lançou ano passado uma coleção em parceria com a Target australiana que estava assim… um pavor! O oposto do que a coleção brasileira está propondo em todos os quesitos. Nesse blog aqui tem as fotos das peças, mas cuidado para não se assustar.

A coleção chegará nas lojas selecionadas dia 5 de novembro e depois eu volto para mostrar os acessórios!

Posts Relacionados:

4 Comentários

  1. Chorando com essa coleção dele pra Target porque, meu deus, quem compraria algo daí? Tá pior que roupa de bate palma.
    Olha, eu sou a primeira pessoa a falar que eu NÃO compro C&A, Renner, nem nada do tipo por achar que preço e qualidade nào compensam, além de você ter a maior probabilidade de ver alguém com as mesmas roupas, maaaaaaaas.. esse primeiro tecido me deixou feliz e com um desejo de ir numa C&A dia 5. Obrigada por avisar que o preço será mais salgado e o porque disso, faz toda diferença, além do mais, vestidos já são mais caros. Eu vou dar uma conferida e espero gostar do que vou ver de perto porque o vestido tá lindo demais!

    Aliás, Nanda, essa cobertura da coleção foi sensacional. Você deu 90% de informação a mais do que a maioria dos blogs.

    • Nanda
      Nanda comentou:

      Oi Tany!

      Eu tbém estou até agora sem entender a coleção da Target, tipo como assim Bial?! É isso mesmo diretor?
      Entendi o motivo do preço diferenciado da coleção. Mais fácil que reclamar que tá super caro, é entender que qualidade superior tem um preço… superior. Senão a matemática não fecha.
      Fiquei bem orgulhosa da coleção brasileira, que buscou qualidade em cada detalhe para compor roupas bem bonitas.
      Os vestidos estão bem bonitos e tem de vários formatos e tecidos, para todos os gostos 😉
      Obrigada pelo elogio, eu tento escrever sobre assuntos que possam ajudar e informar, pq sei que isso faz toda diferença.

      Beijos

  2. Kamilla comentou:

    Oiii…..
    Eu creio q na Australia acontece o msm q aqui nos States!!
    As roupas n tem caimento bom, exageradamente largas e sem corte!! E pra entrar a venda na Target, a qualidade muito mais inferior. O americano nao paga caro pelas roupas!! Qualquer coisa, vale!! É um estilo totalmente diferente!! Hahahaa… Tanto q qdo estou c as minhas roupas do Brasil, as brasileiras senpre perguntam: essa roupa é do Brasil, né!! Fazer oq se somos super estilosas!! Kkkkkkk….
    Essa coleção pra C&A tá show!!
    Pode mandar umas peçinhas de presente de natal, amiga!!
    Bjao!!

Deixe o seu comentário:

*obrigatório